22 dez, 2023

Tipos Básicos de Análise no Trading

Descubra todos os tipos básicos de análise no trading online
Descubra todos os tipos básicos de análise no trading online

Os traders utilizam diversos tipos de análise para prever a direção dos futuros movimentos de preço e até para encontrar pontos de entrada. A ideia é entender a tendência atual ou suas breves mudanças. Para prever as flutuações de preço, os traders podem pesquisar fundamentos, aplicar várias ferramentas ao gráfico ou até mesmo observar o sentimento atual do mercado.

Você pode usar todos esses tipos de análise separadamente ou combiná-las em certos pontos para fortalecer seu processo de pesquisa e conseguir resultados ainda melhores. Neste artigo, vamos mostrar os fundamentos básicos dos tipos mais populares de análise de mercado e também comparar cada um deles.

Análise Fundamentalista

Todas as flutuações dos ativos são influenciadas pela oferta e demanda, que, por sua vez, são afetadas por diversos eventos. Quando os principais participantes do mercado tomam suas decisões, eles observam os fundamentos para prever se o preço de um determinado instrumento financeiro vai subir ou cair. Portanto, se você realizar uma análise fundamentalista adequada, poderá chegar ao cerne das flutuações de preço e entender o motivo pelo qual uma determinada ação ou moeda está atualmente subindo ou caindo.

O Que Observar ao Utilizar a Análise Fundamentalista?

Os principais aspectos a serem considerados quando um trader utiliza a análise fundamentalista
Os principais aspectos a serem considerados quando um trader utiliza a análise fundamentalista

A boa notícia é que existem vários dados macroeconômicos e relatórios de empresas que você pode usar na tentativa de prever as futuras tendências do mercado. Quando estiver negociando moedas, você tem o chamado calendário macroeconômico à sua disposição. Ele contém vários conjuntos de dados, e suas principais divulgações são:

  • Reuniões dos Bancos Centrais e decisões sobre taxas de juros. Os bancos centrais determinam a política monetária, que, por sua vez, possui grande impacto nas moedas, ações e outros ativos;
  • Dados do PIB. O crescimento econômico é um ponto muito importante na análise da maioria dos tipos de ativos, pois até mesmo as commodities dependem bastante do quão forte uma determinada economia está;
  • Índices PMI. Esses indicadores avançados mostram o quão ativos estão os setores de serviços e manufatura;
  • Dados da inflação. A taxa de inflação determina o aumento generalizado dos preços ao longo do tempo;
  • Balança comercial. Esse indicador é muito importante, principalmente para países dependentes de exportações;
  • Dados do mercado de trabalho, entre outros.

A ideia de usar esse tipo de análise é tentar prever como os dados macroeconômicos vão afetar as futuras decisões relacionadas à política monetária de um banco central. Se uma dessas instituições aumentar as taxas, é provável que a moeda representada suba, enquanto em momentos de cortes nas taxas de juros, o mais provável é que a moeda caia.

Quando se trata de ações, a situação pode ser um pouco diferente, pois taxas de juros mais baixas significam liquidez mais barata (empréstimos mais acessíveis), o que, por sua vez, significa que os investidores podem usar esse dinheiro adicional para comprar ações. É por isso que em certos momentos de crise econômica as ações podem entrar numa tendência de alta, enquanto que em épocas de taxas mais altas, que é quando a liquidez fica mais cara, o mercado de ações entra em correção.

Além dos dados macroeconômicos, que são importantes no trading de ações, os investidores usam os relatórios de lucros que são divulgados regularmente pelas empresas a cada três meses. A ideia aqui é muito simples. Se os lucros de uma empresa estão melhores do que no trimestre anterior, o desempenho dessa organização também melhorou, o que faz dela uma boa opção para os investidores.

Por outro lado, se o oposto acontecer (os lucros da empresa caírem), isso significa que o desempenho piorou e então os investidores vendem as ações.

Em relação às criptomoedas, elas são influenciadas principalmente por fundamentos econômicos e notícias relacionadas ao setor. Por exemplo, em épocas de maior adoção às criptomoedas por parte de vários estados, a demanda começa a aumentar. Já quando os governos banem ou planejam fazer algo do tipo com criptomoedas, a demanda despenca.

Como Funciona?

Imagine que você vai negociar EUR/USD no Forex e acredita que o BCE (Banco Central Europeu) aumentará a taxa de juros, enquanto é provável que o Fed se mantenha em silêncio e até mesmo planeje cortar as taxas por conta do fraco crescimento econômico. Nesse caso, é provável que os principais players comecem a comprar EUR contra o dólar americano. Você pode se juntar a essa tendência e fazer dinheiro negociando CFDs de Forex.

Outro exemplo de como isso funciona é quando você espera que a AAPL (ação da Apple) tenha um melhor desempenho no relatório de lucros do próximo trimestre. Nesse caso, você compra a ação e a mantém até o relatório ser divulgado (ou até por mais tempo, caso você seja um investidor de longo prazo). Se o relatório de lucros mostrar um desempenho melhor e o preço subir, você pode vender a ação e lucrar com a diferença de preços, ou simplesmente manter o ativo por mais tempo na esperança de que a tendência de alta continue.

As tendências das criptomoedas também podem ser previstas usando fundamentos. A tendência de alta mais recente do XRP é o melhor exemplo de como isso funciona no mundo real. Em 2020, a SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos EUA) entrou com uma ação judicial contra a Ripple Labs por emitir títulos não registrados no valor de US$ 1,3 bilhão. Após a Ripple conseguir uma vitória parcial contra a SEC, o preço do XRP subiu.

Quando você estiver fazendo trading usando análise fundamentalista, não vai encontrar pontos de entrada exatos. Se você acha que, por exemplo, o Fed vai aumentar ou manter a taxa de juros, enquanto provavelmente os outros bancos centrais vão diminuir as taxas, é só comprar USD contra outras moedas e manter sua posição até que a situação mude.

Análise Técnica

Diferentemente da análise fundamentalista, a análise técnica estuda os gráficos de preço. Aqueles que a usam dizem que é possível prever as flutuações de preço sem nem mesmo olhar os fundamentos. No caso, eles utilizam os movimentos de preço históricos e atuais para prever tendências futuras.

Por exemplo, se você observar o gráfico acima, verá um indicador moving average (média móvel) que flutua abaixo ou acima do preço. Quando a linha dinâmica está acima do preço e então cai, você pode assumir que uma tendência de baixa está começando a se desenvolver. Já quando a linha está abaixo do preço e então sobe, uma tendência de alta está começando a dominar.

Um dos conceitos básicos desse tipo de análise é usar os preços históricos para prever tendências futuras. Além de fornecer aos traders informações sobre a direção do movimento de preço atual ou futuro, a análise técnica também permite que eles encontrem pontos de entrada. Os participantes do mercado utilizam várias estratégias baseadas em indicadores técnicos ou ferramentas gráficas que os ajudam a comprar ou vender com um maior nível de precisão. 

O exemplo acima mostra como os traders podem usar ferramentas gráficas para prever reversões de preço e, dessa maneira, entrar no mercado quando o preço atinge seu pico para assim conseguir lucrar com a futura tendência de baixa. Você pode ver um clássico padrão Shooting Star que informa a possibilidade de o preço sofrer uma reversão e cair. Se isso acontecer, você pode vender um par de moedas ou comprar um contrato Mais Baixo, caso esteja operando derivativos de prazo fixo. O mesmo se aplica às ações, criptomoedas e todos os outros ativos.

Uma das vantagens da análise técnica é que ela pode ser aplicada a qualquer tipo de título. Você não precisa escolher um indicador específico ou outra ferramenta para negociar um determinado ativo, como MA para ações, RSI para moedas, ATR para criptomoedas, etc. Todos eles se aplicam a qualquer tipo de ativo. O indicador moving average, por exemplo, pode ser aplicado em ações, moedas, criptomoedas, commodities e assim por diante.

Sentimento do Mercado

Outro tipo de análise que você pode usar é o sentimento do mercado (ou percepção do mercado). Os traders e investidores têm suas próprias opiniões em relação às futuras flutuações de preço. Nesse contexto, você pode usar vários indicadores para ver se atualmente o mercado está bullish (em alta) ou bearish (em baixa). Isso permitirá que você decida se vai operar de acordo com a tendência, ou tentará ir contra o mercado, caso seja provável que ocorra uma reversão.

Indicadores do Sentimento do Mercado

Ao contrário dos indicadores técnicos, que são baseados em cálculos de preço, na maioria dos casos o sentimento do mercado é uma relação de posições. Ao aplicar esse tipo de indicador, você pode receber insights em relação ao humor que atualmente está dominando os mercados financeiros. Esses são alguns dos índices mais populares que estão disponíveis para os traders hoje em dia:

  • BPI ou Bullish Percent Index (Índice de Porcentagem Bullish). Esse indicador se baseia no sentimento do mercado de ações. Se houver 80% de padrões bullish no gráfico, o mercado é considerado bullish, e quando a porcentagem bearish supera significativamente a bullish, o mercado é considerado bearish;
  • COT ou Commitment of Traders (Comprometimento dos Traders). O mercado de commodities oferece seu próprio indicador que mostra o humor dos traders e pode ser usado para prever futuras flutuações de preço.
  • Índice How-Low. Esse indicador compara a máxima e a mínima das últimas 52 semanas. Se 30 ou mais empresas estiverem próximas de suas mínimas de 52 semanas, o mercado é considerado bearish. A mesma situação também pode ser aplicada à máxima de 52 semanas e, nesse caso, o mercado é considerado bullish;
  • VIX. O Volatility index, ou índice de volatilidade, também é muito popular entre os traders que utilizam o sentimento do mercado. Entretanto, ele não te diz nada sobre tendências de mercado. O índice mostra a volatilidade estimada para os próximos 30 dias.

Qual Tipo de Análise é Melhor?

Análise fundamentalista vs. análise técnica: qual é a melhor para um trader?
Análise fundamentalista vs. análise técnica: qual é a melhor para um trader? 

Muitos traders perguntam frequentemente qual tipo de análise devem escolher para operar. A verdade é que todas elas são igualmente importantes e tudo depende das suas próprias preferências. Se você não quer estudar análise fundamentalista e economia, pode evitar essas duas coisas e focar nas flutuações de preço. Por outro lado, se você é bom em economia e duvida da utilização de preços históricos para prever futuras flutuações de preço, pode escolher a análise fundamentalista.

Para os traders de opções digitais, a análise fundamentalista é inútil, pois eles estão usando contratos de curto prazo. Portanto, eles podem focar no método técnico em suas rotinas diárias de trading. Traders de CFDs de Forex, ações e criptomoedas podem escolher entre os métodos técnico e fundamentalista e até optar pela análise do sentimento do mercado, caso acreditem que ela seja apropriada e pode ser aplicada em suas estratégias.

Em relação às criptomoedas, você pode operar com notícias, em vez de usar a análise fundamentalista. Fazer trading com notícias significa comprar um contrato de acordo com uma determinada divulgação de dado ou evento, logo antes ou depois de ele acontecer. Ao operar com notícias, você não realiza nenhuma pesquisa, mas sim tenta adivinhar a diferença entre os números atuais e as projeções.

Uma das melhores soluções para traders de CFDs de Forex, ações e criptomoedas é combinar todos os tipos de análise em suas estratégias. Você pode, por exemplo, prever que o Fed vai aumentar as taxas e, sendo assim, comprar USD contra outras moedas. Então você muda para um gráfico específico e encontra pontos de entrada para comprar dólar americano. Em seguida, você pode observar o sentimento atual do mercado em busca de sinais de confluência.

Se todos os sistemas derem sinal verde, você pode comprar. O mesmo se aplica a qualquer outro tipo de ativo. A única exceção a essa regra são as opções digitais, pois, assim como mencionado anteriormente, elas são de curto prazo e, portanto, não há como aplicar a análise fundamentalista com elas.

Conclusão

Todos os três tipos de análise de mercado são muito importantes. Dependendo da sua estratégia, você pode usar uma delas ou até mesmo combinar todas de maneira sábia para tomar decisões baseadas em dados. Independentemente do tipo de análise que você use, nunca esqueça de realizar um gerenciamento de riscos e capital apropriado, pois essa é a chave do sucesso no trading.

Perguntas Frequentes

Descubra o melhor tipo de análise de mercado e veja por que essas análises são cruciais no trading
Descubra o melhor tipo de análise de mercado e veja por que essas análises são cruciais no trading

Qual é o Melhor Tipo de Análise de Mercado?

Não existe nenhum tipo melhor de análise que gere resultados imediatos e com 100% de sucesso. Você pode tentar usar cada uma das abordagens e então descobrir qual combina melhor com você. 

Por Que a Análise de Mercado é Importante?

Traders profissionais usam a análise de mercado para prever futuras tendências e encontrar pontos de entrada. Sem fazer uma pesquisa adequada, seus trades serão totalmente aleatórios, o que significa que suas chances de sucesso estarão bem perto de zero.

Quais Tipos de Análise de Mercado São Melhores para Day Trade e Trading de Opções Digitais?

A análise técnica é a melhor opção para trading de contratos de curto prazo, incluindo opções digitais, CFDs de Forex, ações e até mesmo criptomoedas. A análise fundamentalista estuda tendências de longo prazo. Portanto, ela não se aplica a flutuações de curto prazo.

Posso Usar Notícias para Negociar Opções Digitais?

Sim, você pode. O trading com notícias é uma estratégia muito popular. A diferença entre essa abordagem e a análise fundamentalista é que essa última aborda tendências de longo prazo, enquanto o trading com notícias permite que você faça dinheiro com uma única divulgação de dados sem realizar nenhuma análise.

Social
Recommended
After subscribe