25 jun, 2024

Dólar Americano Perde Terreno com o Otimismo do Mercado em Relação ao Corte de Juros

O dólar americano perde força e permite que o EUR/USD busque novas máximas locais
O dólar americano perde força e permite que o EUR/USD busque novas máximas locais

O EUR/USD visa novas metas na terça-feira, 25 de junho, com o dólar americano perdendo terreno. Existe uma pressão adicional sobre o USD por conta das expectativas em relação ao primeiro corte de taxas por parte do Fed, que provavelmente será feito em setembro. Além disso, a moeda europeia está sendo apoiada pelas próximas eleições presidenciais francesas, que ocorrerão no domingo. 

Gráfico de 4 horas do EUR/USD
Gráfico de 4 horas do EUR/USD

O gráfico diário do EUR/USD demonstra que a continuidade da tendência de alta é limitada pela SMA de 20 períodos, já que o preço permanece abaixo dela. Por outro lado, os indicadores de momentum sinalizam recuperação de níveis de sobrevenda acentuada. Em prazos gráficos menores, os riscos se tornam negativos. Mesmo com o EUR/USD acima da SMA de 20, uma inclinação negativa ainda é relevante. Embora as SMAs de períodos maiores ainda estão acima do preço, elas estão se movendo para baixo, sugerindo a possibilidade de uma reversão.

Na segunda-feira, a movimentação foi baixa, com o preço flutuando em uma estreita faixa de 50 pips. Embora o par de moedas tenha atingido o fundo no início do pregão de segunda-feira, ele se recuperou e avançou em direção a 1,0745, onde encontrou forte resistência dos vendedores. Na ausência de dados econômicos importantes, os pares de moedas acompanharam os mercados de ações na segunda-feira. Hoje, o calendário econômico ainda oferece pouco aos participantes do mercado, exceto o índice de Confiança do Consumidor dos EUA, que pode trazer um pouco de volatilidade aos mercados financeiros.

GBP/USD Se Recupera com o Dólar Americano Sob Pressão

Seguindo o EUR/USD, o GBP/USD estende seus ganhos na terça-feira e testa 1,2700. A melhora do sentimento do mercado derruba o dólar americano e abre novas oportunidades para os compradores do GBP/USD. Os traders estão focados nos dados de sentimento e nos comentários do Fed para encontrar pistas que os ajudem a prever as decisões do FOMC em setembro. No que diz respeito ao calendário do Reino Unido, os dados econômicos ainda estão escassos.

Gráfico de 4 horas do GBP/USD
Gráfico de 4 horas do GBP/USD

O GBP/USD está sendo negociado logo acima da SMA de 20 períodos. O par de moedas não conseguiu romper o nível de resistência de 1,2700, o que significa que a pressão dos vendedores pode aumentar nas próximas horas. No entanto, romper esse nível pode ser difícil por conta da confluência da SMA de 200 períodos com essa área de resistência.

Do lado negativo, se o GBP/USD conseguir romper abaixo de 1,2640, o próximo nível de suporte estará em 1,2600. Se esta linha não impedir a nova queda do preço, podemos ver o GBP/USD em 1,2580, que é uma linha de retração de Fibonacci de 50%.

O GBP/USD sofreu uma forte queda na quinta-feira e chegou a alcançar o nível mais fraco desde meados de maio, em 1,2620, na sexta-feira. No entanto, após fechar a semana em território negativo, o GBP/USD se corrigiu na segunda-feira e atingiu 1,2650. Semelhante ao EUR/USD, o GBP/USD se beneficia de um dólar americano mais fraco, o que ajuda o par de moedas a se manter estável.

Dólar Australiano Consegue Novos Ganhos Contra o Dólar Americano

O melhor sentimento do mercado permitiu que o dólar australiano continuasse subindo gradativamente em relação à sua contraparte americana. Previsões revisadas para o IPC australiano anual mostram que a inflação deve subir para 3,8%, em comparação aos 3,6% estabelecidos na divulgação de dados anterior. Isso pode estimular os traders a comprarem AUD/USD, já que é improvável que o RBA tome alguma medida dovish no caso de uma inflação mais alta. O Fed, por outro lado, pode cortar taxas em setembro, o que, por sua vez, pressiona o USD para baixo no momento.

Gráfico de 4 horas do AUD/USD
Gráfico de 4 horas do AUD/USD

O gráfico de 4 horas do AUD/USD mostra indecisão no momento. Não há uma tendência clara. Compradores e vendedores se alternam à medida que o preço se aproxima de níveis importantes. No entanto, considerando os dados econômicos futuros, o dólar australiano pode romper essa ampla faixa e ultrapassar os 0,6700 no curto prazo.

USD/CAD Recua de Suas Posições Atuais

Enquanto o USD/CAD amplia suas perdas antes da divulgação dos dados do IPC canadense, o potencial para maior valorização do CAD está limitado por conta da correção do preço do petróleo. Preços mais baixos do WTI podem pressionar o dólar canadense para baixo em relação ao dólar americano, mesmo que esse último não consiga se firmar devido aos rumores de um corte de taxas por parte do Fed em setembro, incentivando os participantes do mercado a venderem o dólar americano.

Binolla Blog Image - Dólar Americano Perde Terreno com o Otimismo do Mercado em Relação ao Corte de Juros 5

O gráfico de 4 horas do USD/CAD ainda indica uma tendência de baixa de médio prazo, pois o preço permanece abaixo da SMA de 20. O alvo mais próximo para os vendedores está em 1,3600, que é um nível psicológico que fornece forte suporte ao par de moedas. Se o USD/CAD conseguir romper a tendência de queda e saltar sobre a SMA de 20, então o par de moedas provavelmente testará 1,3700, que também é um nível que está impedindo o USD/CAD de chegar a 1,3720 e 1,3760.

WTI Testa US$ 82,00 em Meio a Esperanças de Maior Demanda no Verão

O petróleo Brent, referência para o petróleo bruto norte-americano, está sendo negociado em torno de US$ 82,00 por conta da expectativa de maior demanda pela commodity durante os meses de verão. Além disso, o preço está encontrando suporte constante nas tensões geopolíticas do Oriente Médio. Embora não estejam desempenhando um papel principal no momento, qualquer notícia da região que possa cortar a oferta elevará ainda mais o preço.

Gráfico de 4 horas do WTI
Gráfico de 4 horas do WTI

Embora o preço do WTI tenha recuado das máximas locais de US$ 82,00, o ativo provavelmente fará outra tentativa de subir num futuro próximo. A SMA de 20 permanece abaixo do preço, destacando a tendência de alta e atuando como um suporte dinâmico.

O próximo nível de resistência principal pode ser encontrado em quase US$ 84,00, que é outro número psicológico. No entanto, se o preço do WTI não ultrapassar os US$ 82,00, podemos vê-lo testar US$ 80,20, que é a área de suporte mais próxima.

Ouro é Negociado em um Range Enquanto os Participantes do Mercado Aguardam Novos Fundamentos

O XAU/USD não apresenta movimentos significativos no momento por conta da falta de fundamentos. A próxima divulgação de dados que pode trazer alguma volatilidade e tirar o ouro do range de preço atual pode ser o PIB dos EUA na quinta-feira e os dados do PCE na sexta-feira.

Gráfico de 4 horas do XAU/USD
Gráfico de 4 horas do XAU/USD

Embora o XAU/USD permaneça abaixo da SMA de 20, a média móvel não indica nenhuma direção no momento. Isso significa que nem os compradores, nem os vendedores, conseguem impor sua força. As divulgações de dados econômicos na quinta e sexta-feira podem trazer mais volatilidade e ajudar o XAU/USD a definir sua direção no curto prazo. O nível de resistência mais próximo no gráfico de 4 horas está em 2.370. Se o preço chegar até lá e conseguir romper esse nível, podemos ver o ouro testando a área de 2.390. Essa região pode servir como uma parada breve antes de um possível salto acima de 2.400, que é um patamar psicológico.

Redes Sociais
Recomendado
Você se inscreveu com sucesso na newsletter